Primeiros Socorros no Esporte

Primeiros Socorros no Esporte – Todo Instrutor de Karatê tem que conhecer os procedimentos de primeiros socorros, pois são esses conhecimentos que o ajudarão a tomar as medidas iniciais em caso de algum acidente.

O conhecimento adquirido pelo instrutor poderá também ser repassado para seus alunos mais antigos, que o auxiliará sempre que necessário. Em quaisquer situações e atividades estamos expostos a riscos.

25 - PRIMEIROS SOCORROS NO ESPORTE I

Primeiros Socorros no Esporte

25 - PRIMEIROS SOCORROS NO ESPORTE

São situações onde podem ocorrer cortes, contusões, desmaio, fraturas, entre outros… E podem ocorrer em qualquer lugar, mas alguns ambientes parecem ser especialmente propícios, e nas artes marciais não é diferente.

Primeiros Socorros – São todas as medidas iniciais a serem tomadas em casos de acidentes. Os primeiros socorros não são o tratamento definitivo e tem como objetivo manter as funções vitais do organismo.

O papel de um socorrista é realizar o atendimento a vítima de maneira segura e eficaz, de modo que seja levada ao hospital viva e evitar o agravamento do seu estado.

Com o conhecimento de primeiros socorros pode-se evitar danos maiores a vítima, ou até mesmo salvar uma vida. É muito importante ter em mãos um estojo de primeiros socorros e esses materiais devem permanecer em lugares seguros, acessíveis somente aos adultos.

O trabalho do Instrutor de karatê é apresentar seus conhecimentos a seus alunos da melhor maneira possível, seja na prática ou na teoria. Deve controlar seus alunos educando para que façam os exercícios de maneira correta, evitando assim algum tipo de lesão e melhor aproveitamento técnico.

Sendo assim, nas artes marciais é de extrema importância que o instrutor saiba agir em uma emergência, sendo uma pessoa capacitada e habilitada para, com segurança, avaliar e identificar problemas que comprometam seus alunos. Nada impede também que a academia proporcione aos seus alunos palestras e cursos sobre os procedimentos de primeiros socorros, pois só o espírito de solidariedade muitas vezes não basta.

Gostou, Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *