Okinawa – O Berço do Karatê Shotokan

Okinawa – O Berço do Karatê Shotokan – Muitos historiadores (estudiosos das artes marciais), asseguram que o começo das artes marciais foi na Índia, depois na China, e finalmente chegou ao Japão, em Okinawa, antes do século XV. Okinawa situa-se a leste da China e ao sul do Japão. É a principal ilha do Arquipélago Ryukyu, foi o centro de inúmeras rotas comerciais devido a sua posição estratégica, originados de diversos pontos do Oriente como Indonésia, Japão, Coréia, China, etc… Com esse intercâmbio cultural de vários povos, foi a China que mais influenciou Okinawa.

Aconteceu também diversas guerras civis e tribais em Okinawa. Para evitar revoltas e preservar o Governo de Okinawa por um longo período sem guerras, foi proibido o uso de armas adotada na época pelo Rei Shoshin. Essa proibição dada pelo Governo Okinawano não impediu que adversários armados invadissem a ilha. Como o povo Okinawano estava exposto, seus habitantes desenvolveram técnicas de defesa e ataque, graças ao intercâmbio que Okinawa estava tendo com a China. Foi a partir daí que aconteceu o incentivo ao treinamento das artes marciais, que era feito as escondidas.

Okinawa – O Berço do Karatê Shotokan

 12 - Okinawa - O Berço do Karatê Shotokan

Inicialmente a forma de luta era chamada “tê”(mãos) de Okinawa, que provavelmente tinha influência chinesa do estilo, apesar de não haver nenhum material escrito, nenhum registro relatando o desenvolvimento do “tê”. Sabe-se que os treinamentos naquela época eram praticados secretamente, durante o dia longe dos olhares de outras pessoas, em lugares desertos, nas montanhas, nas matas, e tinha como parceiro nos treinamentos a natureza, treinando com a ajuda de árvores, bambus, rochas, etc… O “tê” foi desenvolvido em três cidades de Okinawa: Shuri, Naha e Tomari. E cada cidade adotou seu estilo que são Shuri-te, Naha-te e Tomari-te.

Conheça a história do do Karatê Shotokan:

Gichin Funakoshi – Karatê Shotokan 1ª Parte

Gichin Funakoshi – Karatê Shotokan 1ª Parte

Gostou, Compartilhe!

    Comments

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *